top of page
  • Maedra

Quem sou eu

Atualizado: 4 de nov. de 2022

Olá!

O meu nome é Regina Azevedo Lourenço. Sou Assistente Social, e trabalho há mais de 30 anos com população sénior e em desenvolvimento comunitário. Pelo caminho, passei pela docência no Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa onde leccionei durante 15 anos as cadeiras de Desenvolvimento Rural e Contextos e Práticas de Serviço Social.

Escrever sobre a minha prática profissional, sobre o que aprendi ao longo dos anos no trabalho com seniores, com as várias equipas de trabalho que me acompanharam e na área da docência, tem vindo cada vez mais, a tomar corpo e alma.

Escrever é também partilhar o que fui aprendendo ao longo dos anos. Não é muito, mas tenho a ideia que devemos partilhar tudo o que fomos aprendendo pessoal e profissionalmente, sejam as aprendizagens, muitas ou poucas. Penso que o importante é que as aprendizagens, nossas e dos outros, nos ajudem a crescer, nos irritem, nos façam pensar, nos coloquem dúvidas e questões, que sejam mote para discussões fraternas de sorrisos largos. Que sirvam para pegar ao colo, aquecer o coração, mas sobretudo que nos ajudem a cuidar melhor de Nós e dos Outros, que sirvam para repensarmos formas e modos de vida. Que sirvam para repensar o envelhecimento, como uma enorme oportunidade de rejuvenescer e não de envelhecer.

Só se envelhece quando nos deixamos de amar, honrar e aceitar todos os dias. Nesse dia começamos a envelhecer, adoecemos a alma e como consequência ficamos velhos. É por isso, que alguns de nós envelhecem aos 14, 20, 30, 40 anos.

Antes pelo contrário, se nunca deixarmos de ter como companheiros o amor, a honra e a aceitação por nós próprios, ou se por momentos os perdermos e os recuperarmos, a alma brilha, o coração pulsa mais forte porque se encheu de cor e acção e como consequência rejuvenescemos!

Será mais fácil se ensinarmos e demonstrarmos que é possível aos filhos, netos, alunos, colegas, amigos, pais …

Este blog faz parte do projecto Maedra, que trabalha na área do Cuidar, tendo como missão renovar a imagem do envelhecimento desde a infância até à idade adulta.

Acreditamos que crianças felizes serão pais inteligentes e velhos fantásticos e que o envelhecimento começa no 1ºdia do nascimento. Então porquê falar do envelhecimento apenas quando se é sénior e não se ensinar nada sobre ele?


Sejam TODOS muito Bem-Vindos

Muito Obrigada por nos visitarem!


Regina Azevedo Lourenço






106 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page