• Maedra

Histórias...

Atualizado: Out 22

Sou uma Velha e um Velho ao mesmo tempo. Sinto todas as Vidas dentro de mim. Tratam-me por tu, como se me conhecessem desde sempre, mas raramente pronunciam o meu nome.

Para alguns não existo, para outros sou um corpo velho sem vida própria e para outros sou um invólucro.

Só para poucos e para mim, eu ainda Sou!

Sou um ser com uma vida cheia de histórias, um nome, um pai, uma mãe, com irmãos, filhos, filhas, netos e netas. Com uma profissão, uma comunidade onde pertenço, um amor e vários amores. E com sonhos, muitos sonhos cumpridos e muitos por cumprir. E com um coração, olhos, mente e pele ainda sensitiva.

Sinto quando me olhas, quando falas de mim em surdina, quando me tratas sem me cuidares! Sinto-me! E sinto-te!

E tenho por ti uma enorme compaixão, porque aprendi a escutar os teus olhos e a sentir o teu coração.

Tanto medo! Tanto arrepio quando te chegas! Trazes sempre os olhos do teu lobo mais feroz, o coração mirrado de tanto frio e uma mente atarefada em convencer-te a fazer, só a fazer, nunca a sentir.

E tu obedeces.

E o meu corpo voa nas tuas mãos, nas tuas palavras de ordem sobre o que vamos fazer.

E ainda de cabelo molhado e cara com cortes de barba mal feita, aí vais tu comigo, a voar numa cadeira sem asas, para uma sala onde todos os dias me depositas e onde supostamente alguém aparecerá, para me olhar, sorrir, tentar comunicar comigo e novamente chegar à conclusão de que já não vale a pena!

E eu não consigo dizer-lhe que vale, que vale a pena olhar-me, tocar-me, que sinto, que vejo, que observo, penso e choro. Choro muito, mas todas as lágrimas correm em desespero para dentro de mim!


Regina Azevedo Lourenço




67 visualizações

Gostaste do que leste? Partilha-o:

Avenida Eng. Duarte Pacheco nº 3 A,

2640-476 Mafra

Contacte-nos

92 806 25 17

Visita também as nossas redes sociais

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube